[Julio Cesar Lemes de Castro; J. C. L. Castro; Castro, Julio Cesar Lemes de; Castro, J. C. L.]

[Participação em eventos]

VI Jornada de Apresentação de Monografias da Clínica Lacaniana de Atendimento e Pesquisas em Psicanálise (CLIPP)

Organização: Clínica Lacaniana de Atendimento e Pesquisas em Psicanálise (CLIPP)
Local: São Paulo (SP)
Data: 9 de maio de 2015

Père-version: a relativização do Nome-do-Pai

CASTRO, J. C. L.

Resumo: O jogo de palavras père-version é utilizado por Lacan para aproximar os conceitos de sinthoma e perversão. Em seus desdobramentos teóricos, ele serve para relativizar quatro diferentes aspectos do Nome-do-Pai: abstração, universalidade, normatividade e efetividade. Essa relativização, que se inicia por ocasião da pluralização dos Nomes-do-Pai, torna-se passível de ser completada quando, no âmbito da topologia dos nós, o simbólico claramente perde a preeminância em relação aos outros registros. O movimento de relativização do simbólico, interno ao ensino de Lacan, coincide com um contexto social em que se patenteia o declínio da importância desse registro; em termos de laços sociais, é o discurso do capitalismo que parece levar a père-version às últimas consequências.

Palavras-chave: père-version, perversão, sinthoma, Nome-do-Pai, discurso do capitalismo.

Voltar à página de eventos

[Home] [Apresentação] [Formação] [Publicações] [Participação em eventos] [Links] [Links]