[Julio Cesar Lemes de Castro; J. C. L. Castro; Castro, Julio Cesar Lemes de; Castro, J. C. L.]

[Publicações]

CASTRO, J. C. L. Das massas às redes: comunicação e mobilização política. In: JESUS, Eduardo; TRINDADE, Eneus; JANOTTI, Jeder; ROXO, Marcos (orgs.). Reinvenção comunicacional da política: modos de habitar e desabitar o século XXI. Salvador (BA), EDUFBA/Brasília (DF): Compós, p. 149-166, 2016.

Resumo: Analisando as mudanças nas lógicas econômica, de regime de poder e comunicacional, não é difícil constatar que, na passagem da sociedade moderna para a sociedade contemporânea, as massas dão lugar às redes como modelo prevalente de organização social. De acordo com Freud, os sujeitos que compõem a massa identificam-se entre si em torno da adesão a um líder, e essa identificação canaliza a libido, que dá coesão à massa. O que ocorre nas redes é a tendência à multiplicação de lideranças e de identificações e, portanto, à dispersão dos laços libidinais. No caso dos processos de mobilização política, eles são enormemente facilitados pela articulação em rede, apoiada nas novas tecnologias. Em contrapartida, o caráter fragmentado desses movimentos restringe a eficácia de sua intervenção nos quadros da política institucional. Experiências partidárias recentes, influenciadas pelas reflexões de Laclau e Mouffe, buscam superar as limitações da organização em rede por intermédio de formas flexíveis de unificação, embora estas tampouco estejam imunes a problemas.

Palavras-chave: massa, rede, líder, identificação, mobilização.

Download

Voltar à página de publicações

[Home] [Apresentação] [Formação] [Publicações] [Participação em eventos] [Links] [Links]