[Julio Cesar Lemes de Castro; J. C. L. Castro; Castro, Julio Cesar Lemes de; Castro, J. C. L.]

[Publicações]

CASTRO, J. C. L. Fetichismo e fantasmagoria no mundo do consumo. Alceu, Rio de Janeiro (RJ), v. 13, n. 25, p. 144-153, julho/dezembro de 2012.

Resumo: O termo “fetichismo”, que surge na modernidade, encontra aplicações importantes em três diferentes áreas: a antropologia, a psicanálise e a economia política. Entre essas aplicações há várias correspondências, incluindo o papel fundamental nelas desempenhado pela dimensão da visualidade. Partindo da concepção marxista de fetichismo da mercadoria, Benjamin é levado a enfatizar tal dimensão por intermédio da noção de fantasmagoria, que remete aos aspectos mais visíveis e exuberantes da mercadoria, a seu impacto subjetivo e a seu espraiamento para outras esferas da existência. Dessa forma, ele dá conta de facetas espetaculares do mundo do consumo já detectáveis no século XIX e antecipa desenvolvimentos teóricos posteriores, representados, por exemplo, por Debord, Haug e Baudrillard.

Palavras-chave: fetichismo, fantasmagoria, mercadoria, consumo, Benjamin.

Download

Voltar à página de publicações

[Home] [Apresentação] [Formação] [Publicações] [Participação em eventos] [Links] [Links]